Trump está ‘totalmente preparado’ para uma acção militar contra Turquia, diz Pompeo

Mandatory Credit: Photo by Evan Vucci/AP/REX/Shutterstock (9896574k) President Donald Trump listens as he meets with Japanese Prime Minister Shinzo Abe at the Lotte New York Palace hotel during the United Nations General Assembly, in New York Trump, New York, USA - 26 Sep 2018

O presidente americano Donald Trump está “totalmente preparado” para tomar medidas militares contra a Turquia “se necessário”, disse o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. “Preferimos a paz à guerra […] Mas, no caso de ser necessária uma acção cinética ou militar, vocês devem saber que o presidente Trump está totalmente preparado para empreender essa acção”, disse Pompeo à CNBC na Segunda- feira (21).

Ele acrescentou que Washington “certamente” usaria poderes económicos e “diplomáticos” antes de recorrer a medidas militares. O secretário de Estado também se recusou a revelar a linha vermelha que levaria à acção militar contra a Turquia (um país membro da OTAN), dizendo que não quer “sair na frente da decisão do presidente sobre se deve ou não tomar a incrível iniciativa de usar o poderio militar americano”.

Washington condenou a incursão turca e impôs sanções a vários ministros da Defesa, Energia e Interior turcos, bem como aos departamentos de Defesa e Energia de Ancara.

Operação militar

Os Estados Unidos e a Turquia acordaram um cessarfogo de cinco dias a 17 de Outubro para permitir a retirada das forças curdas do Nordeste da Síria. Tanto Ancara como os curdos acusaram-se mutuamente de violar a trégua. O presidente turco anunciou no dia 9 de Outubro o início da Operação Fonte de Paz no Norte da Síria, prometendo limpar a região dos combatentes curdos e de militantes do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países). Damasco qualificou a operação como agressão, e a comunidade internacional condenou as acções de Ancara.

error: Content is protected !!