o editorial:Finalmente cancro” no Interior

Jornal OPaís edição 1637 de 25/10/2019

A província do Huambo terá, em 2020, um centro regional de Oncologia, para melhorar a assistência aos pacientes e garantir o diagnóstico e o tratamento em quimioterapia, informou a directora local do Gabinete de Saúde, Jovita André. Finalmente Angola reconhece o cancro como um problema sério e começa a dar-lhe a dimensão do seu próprio território. Se é para salvar vidas, se é para garantir saúde às populações, uma das obrigações constitucionais do Estado, mas que muitas vezes parece esquecida, os serviços de saúde, nas mais diversas especialidades devem ser levados até ao cidadão. E não é favor algum, é um imperativo imposto pela Constituição e também por princípios de civilização. Espera-se que o Governo entenda que o cancro é um problema real, universal, com que se batem as sociedades e milhares de cientistas em buscas ininterruptas para a sua cura, e que não se pense que Angola passa ao lado, e que em Angola apenas Luanda tem esse “privilégio”.

error: Content is protected !!