Comissão de Carteira e Ética dos jornalistas é eleita hoje

“Dia histórico”, foi assim que o Secretario Geral do Sindicato de Jornalistas Angolanos (SJA) adjectivou o 26 de Outubro (hoje), dia em que a classe jornalística angolana elege a sua primeira Comissão de carteira e Ética. Segundo a organização da assembleia de profissionais da classe, marcam presença no evento 26 representantes de órgãos de comunicação social públicos sedeados na província de Luanda e 44 em representação das restantes províncias. Juntam-se ao quórum do conclave 10 jornalistas em representação da imprensa privada e freelancers de Angola, os ultimos eleitos a semana passada em acto realizado no CEFOJOR.

A organização confirma que a jornalista Luísa Rogério lidera a única candidatura ao cargo e espera-se que a assembleia de hoje sirva de ocasião para formalmente instituir o órgão que, dentre várias competências, fica com a responsabilidade de emitir e caçar a carteira profissional que será de uso obrigatória para o exercício da profissão. Assim, espera-se por um universo de mais de 100 profissionais a representar toda a classe na assembleia que ,além de eleger a primeira Comissão da Carteira e Ética de Angola, aprova igualmente o primeiro código consensual. Segundo Teixeira Cândido, apesar de em anos idos ter havido a tentativa de estabelecer o primeiro código de deontologia e ética para os jornalistas angolanos, é a primeira vez que, através de um debate inclusivo e representativo, tal exercício será concluído.

error: Content is protected !!