O editorial:Curto e directo

Jornal OPaís edição 1638 de 26/10/2019

Ao discursar na cimeira Rússia -.Africa, em Sochi,.João Lourenço usou as palavras mais acertadas para o tempo que tinha de discurso. Foi conciso, certeiro e objectivo. O Presidente lembrou o papel da Rússia, pela União Soviética, na luta pela Independência dos países africanos, um capital que Moscovo conserva e pode esgrimir. Lourenço falou das potencialidades angolanas, focando- se naquelas que sabe serem os interesses das empresas russas e disse o que faz magia: “as empresas russas têm a liberdade de investir em Angola”, a liberdade de escolha. É o que querem ouvir os investidores. E mais não eram preciso dizer, até porque os russos conhecem Angola, sabem do seu potencial, da sua história, dos seus males actuais e do caminho que pretende. E mais, está liberdade é para competir com outros players, Os Estados Unidos, a União Europeia e a China, ou seja, Angola também tem a liberdade de escolher os seus parceiros.

error: Content is protected !!