Fórum recomenda reforço da cooperação para potenciar rochas ornamentais

O reforço dos mecanismos de cooperação institucional, sobretudo entre a academia, o Instituto Geológico de Angola e as associações empresariais e instituições congéneres internacionais é uma das recomendações

O estabelecimento de parcerias e melhorar aproveitamento das potencialidades das rochas ornamentais foi uma das recomendações saídas da Conferência Internacional e Exposição sobre o minério que decorreu na Huíla.

O evento que terminou, Sextafeira, no Lubango, com a presença de 230 participantes nacionais e internacionais, recomendou a necessidade de se criar modos de formação técnico-profissional virados para a extração de rochas ornamentais e sua certificação, no domínio da informação geológica mineira.

A actividade solicitou a articulação entre os diversos sectores afectos ao ramo, a fim de tornar célere os processos e procedimentos relativos ao investimento mineiro, quer nacional ou estrangeiro, assim como a ligação entre os operadores mineiros, promotores de obras públicas, empresas de construção civil e as ordens dos Engenheiros e dos Arquitectos, na participação em projectos do Estado.

A optimização da actividade da extracção de rochas ornamentais por via do investimento tecnológico articulado com a aplicação de boas práticas de gestão e administração, no sentido de acrescentar valor na cadeia produtiva e internacionalizar cada vez mais o mineiro de origem nacional e o reforço da divulgação da oferta local do subsector junto dos potenciais promotores e utilizadores são outras recomendações do evento. A conferência sugeriu ainda a exploração das plataformas regionais continentais e internacionais de integração para a política social e económica, afim de promover e gerar oportunidades de negócios, com foco nas exportações e o consequente desenvolvimento da economia local.

O fórum defendeu igualmente a necessidade da existência de um associativismo empresarial forte em defesa dos interesses da classe bem como o aprofundamento das relações com as instituições financeiras do país para maior aproveitamento dos produtos financeiros disponíveis para apoio ao sector.

A conferência, que decorreu durante dois dias, teve o objectivo de promover as potencialidades do país no domínio das rochas ornamentais para atrair e captar investimentos, difundir as políticas, estratégias, medidas e serviços do Executivo, assim como avaliar o impacto das mesmas junto das empresas e instituições nacionais e estrangeiras.

 

error: Content is protected !!