Mago de Sousa retrata Maculusso em álbum musical

“Maculusso - minha travessa” é o primeiro álbum do músico Mago de Sousa, que se encontra há cerca de 20 anos no mundo da música, tendo começado a carreira como rapper no grupo Warrant B, com Eddy Tussa e Papetchulo

O músico Mago de Sousa disponibilizou recentemente o seu primeiro álbum musical nas plataformas digitais, intitulado “Maculusso – Minha Travessa”, num evento que reuniu amigos e familiares no restaurante Panamera, em Luanda.

Inspirado no quotidiano da sociedade angolana e nas suas vivências no bairro Maculusso, Mago de Sousa também trouxe abordagens sobre o amor ao álbum, cuja produção esteve sob os auspícios de Bopper Hebert, Chico Viegas, Cerrylle, Nikila de Sousa e Dassa King. A obra, com o semba como estilo predominante, comporta 12 faixas musicais, dentre as quais estão “Festa de Quintal”, “Amor Yami”, “Minha Travessa”, “Sentimentos”, “Recado”, “Fire”, “com “Robertinho”, “Silêncio”, “Carolina”, entre outras.

Mago de Sousa trabalha nesta obra desde o ano passado e considera este o momento oportuno para agraciar os ouvintes de músicas lusófonas, com o seu projecto produzido em Angola, Portugal e França, que conta com a participação de Micas Cabral, Robertinho e Kletos Amazing. Para o artista, o álbum é bastante peculiar, pois as músicas que nele constam foram seleccionadas com todo o rigor e a um nível em que o público reconhecesse o seu trabalho. “Tenho de facto estado a trabalhar, não é brincadeira. Estou numa nova etapa. Acho que o álbum vai surpreender todo o mundo. Aliás, são músicas que o pessoal terá a oportunidade de ouvir.

Escrevi o álbum numa linha muito minha. Pus aquilo que em termos de sonoridade eu queria pôr. E isso resultou num álbum muito maduro. Eu sei que este álbum vai vi- “Maculusso – minha travessa” é o primeiro álbum do músico Mago de Sousa, que se encontra há cerca de 20 anos no mundo da música, tendo começado a carreira como rapper no grupo Warrant B, com Eddy Tussa e Papetchulo Adjelson Coimbra

 

Dificuldades

Para conceber esse álbum, Mago, além das dificuldades financeiras, cada vez mais acentuadas face à depreciação da moeda nacional no mercado internacional, teve de sofrer uma readaptação a uma nova realidade, diferente da de quando cantava rap no grupo Warrant B. “Eu cantava em grupo, nesta nova era estou a cantar sozinho. E revi o meu formato. Entretanto, tive de começar a trabalhar muito nesse meu novo posicionamento e assim foi. Hoje agradeço. Estou ladeado por pessoas que gostam muito de mim e que fazem com que as coisas aconteçam”, realçou.

Perfil

Mago de Sousa é um músico angolano que começou a sua carreira na década dos anos 90, como integrante do grupo de rap Warrant B, com os músicos Eddy Tussa e Papetchulo. O artista afastou-se da música por um tempo, com a finalidade de concluir os seus estudos, depois disso, voltou à ribalta já cantando Semba, um estilo completamente diferente do anterior, tendo este lançado a música “Carolina”. gorar no seio da juventude e não só. Acho que devo mesmo sentir- me feliz”, desabafou.

error: Content is protected !!