Mais de 200 pessoas atendidas durante peregrinação a Muxima do Toco

Duzentas e 45 pessoas, das quais 15 feridas, fruto de uma colisão de um veículo automóvel e dois motorizados no quilómetro 40, foram atendidas durante os três dias da VIII Peregrinação ao Santuário da Muxima do Toco, no Lubango, pelo Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA), na Huíla

A informação foi avançada à Angop ontem, Domingo, pelo director provincial do INEMA na Huíla, Paulo Luvangamo, afirmando que houve um total de 18 vítimas do acidente de viação, não peregrinos, três deles morreram no local e 15 foram estabilizados no hospital do Toco e posteriormente transferidas para Hospital Central do Lubango, através do INEMA e do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

Explicou tratar-se de um embate de um Hiace e duas motorizadas de três rodas, que se deslocavam para a cidade do Lubango e o sinistro ocorreu pelas 18 horas e 30 minutos, numa altura em que as motorizadas presumivelmente estavam a andar sem sinalização, daí o embate do veículo nas motos.

“Temos informação de que até Sábado (26), seis dos pacientes já receberam alta, outros ainda então no hospital, dos quais três inspiram cuidados, tendo um nos cuidados intensivos, um operado e outro na sala de observação”, referiu. Das ocorrências atendidas, com pessoas de 15 aos 45 anos de idade com maior predominância, é de salientar igualmente situações de gastro-enterite, hipertensão arterial, hidro-cefalias, pacientes com mialgias, cárie dentária, gota espessa positiva, malária, que foram medicados interiormente e um caso foi transferido para o Lubango.

Apesar do incidente, considerou o atendimento do INEMA positivo, uma vez que conseguiram dar resposta às diversas solicitações registadas, uma vez que tiveram mais pacientes atendidos em detrimento a edição anterior. Alertou aos participantes de actividades do género a fazerem de forma segura, principalmente os que têm doenças crónicas, como hipertensão arterial, diabetes melitos, a fazerem-se acompanhar com a respectiva medicação, no sentido de evitar complicações graves ao longo do evento.

“Tivemos pacientes com hipertensão arterial que deixaram a medicação em casa e isso criou alterações, mas preparamo-nos e demos tratamento a essas situações”, continuou. A peregrinação decorreu sob o lema “Jovens com a Mamã Muxima, fortifiquemos, celebremos a nossa fé e missão” e contou com 37 mil fiéis provenientes de todo o país. A Paroquia da Mamã Muxima está localizada a 35 quilómetros a sul da cidade do Lubango e existe desde Março de 2012.

error: Content is protected !!