Ataque à esquadra da Polícia na Lunda resulta em cinco mortos

Um grupo de cidadãos tentou libertar um preso numa acção violenta, segundo a Polícia Nacional. A resposta ao confronto resultou e mortes, detidos e armas apreendidas. Três polícias ficaram feridos

O Comando Geral da Polícia Nacional informou hoje, em nota de imprensa, que, por volta da 01h30 da manhã, do passado dia 30 do mês de Outubro (Quarta-feira), elementos desconhecidos, munidos de armas de fogo, brancas e de arremesso, tentaram penetrar no estabelecimento penitenciário do Luzia, na província da Lunda-Sul, a 30 quilómetros de Saurimo, na intenção de retirar um detido indiciado no crime de posse ilegal de arma de fogo. A nota não identifica o sujeito.

As forças de protecção ao estabelecimento penitenciário, continua a nota das autoridades, em reacção, causaram a morte de cinco indivíduos, um ferido e detiveram dezoito elementos.

Foram apreendidas também uma arma de fogo tipo AKM, seis catanas, quatro facas, dois alicates de corte de ferro, um quilograma de estupefaciente e cinco telemóveis, informa a Polícia. Da acção resultou o ferimento de três agendes dos Serviços Penitenciários.

O Comando Geral da Polícia Nacional instruiu as forças da Polícia da Província da Lunda-Sul para prosseguirem as diligências no sentido da captura dos outros elementos que se encontram foragidos, bem como para a tomada de medidas firmes por forma a garantirem a ordem e a tranquilidade públicas.

error: Content is protected !!