Homens morrem afogados num tanque de água em Viana

Dois homens, de 19 e 20 anos, morreram afogados, na Terça-feira, num tanque de água de uma residência em construção no bairro Capalanga, município de Viana, em Luanda

As vítimas exerciam a actividade de pedreiro no local, e entraram no tanque de dez mil litros para tomar banho, usando uma corda. Em declarações ontem, Quarta- feira à Angop, o oficial de informação do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros ( SNPCB), Feliciano Pedro, disse que quando os homens pretendiam sair a corda, provavelmente, rebentou. “Concluímos que a corda tenham rebentado quando pretendiam sair do tanque, depois do banho. Os dois lutaram para sair, mas sem hipóteses, tendo se afogado”, sublinhou.

Sabe-se que o tanque, utilizado para a obra em construção, tinha mais de quatro mil litros de água.

Segundo o oficial, uma equipa da Polícia Nacional e Serviço de Investigação Criminal ( SIC) esteve no local e registou o caso, encaminhando os corpos para a morgue Central de Luanda.

Em reacção à morte dos dois homens, o sociólogo Abel Chico, dr dr aconselhou aos cidadãos a terem maior cuidado com os tanques de reserva de água, devendo por segurança manter sempre fechado.

Diante do problema de escassez de água canalizada é comum, em muitos bairros da periferia, as famílias construírem tanques subterrâneos nos quintais das suas casas para reservar água, situação que, em alguns casos, resulta em mortes de crianças por afogamento. Este ano já foram registados mais de cinco casos de afogamentos em reservatórios de água, com realce para os municípios de Viana e Belas.

error: Content is protected !!