Tesouro do Daesh é descoberto em deserto por pastores iraquianos

Pastores iraquianos descobriram no deserto um esconderijo onde os terroristas do Daesh tinham escondido dinheiro e objectos de valor

De acordo com o tabloide britânico Mirror, esta informação foi providenciada por Mohammed Ali Sajet, familiar do líder Abu Bakr al-Baghdadi, eliminado há dias.

Segundo Ali Sajet, o esconderijo descoberto continha dinheiro, ouro e prata num valor total aproximado de USD 25,7 milhões.

No entanto, apesar de terem um plano bem elaborado sobre o que fazer com os itens escondidos, os jihadistas perderam os seus troféus, que foram posteriormente encontrados por pastores.

De acordo com o canal de televisão Al Arabiya, Mohammed Ali Sajet foi capturado pela inteligência iraquiana. Após os EUA terem anunciado a eliminação de al-Baghdadi durante uma operação militar na Síria, o canal mostrou uma entrevista com Ali Sajet, na qual ele falou sobre os tesouros, precisando que tinham sido encontrados no deserto, na província iraquiana de Anbar.

Esta região faz fronteira com a Síria, Jordânia e Arábia Saudita e integra o assim chamado triângulo sunita, território dominado por população árabe sunita. Uma importante parte da província tinha sido capturada pelo Daesh em 2014.

error: Content is protected !!