Trump diz que EUA e China anunciarão novo local para assinar acordo comercial em breve

Mandatory Credit: Photo by Evan Vucci/AP/REX/Shutterstock (9896574k) President Donald Trump listens as he meets with Japanese Prime Minister Shinzo Abe at the Lotte New York Palace hotel during the United Nations General Assembly, in New York Trump, New York, USA - 26 Sep 2018

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta Quinta-feira que os EUA e a China anunciarão em breve um novo local onde ele e o Presidente chinês, Xi Jinping, assinarão a “fase um” de um acordo comercial após o Chile cancelar uma cimeira planeada para meados de Novembro

A China e os EUA estão a trabalhar na e s c o – lha de um novo local para a assinatura da Fase Um do Acordo Comercial”, disse Trump no Twitter. “O novo local será anunciado em breve. O Presidente Xi e o Presidente Trump a assinarão!” A decisão do Chile de cancelar a Cimeira da Cooperação Económica Ásia-Pacífico de 16 e 17 de Novembro criou um obstáculo aos planos de Trump e Xi assinarem um acordo durante o evento. Trump não ofereceu detalhes sobre quando uma nova reunião pode ser marcada, mas a Casa Branca disse na Quarta-feira que espera finalizar um acordo “dentro do mesmo período de tempo” planeado. O Ministério do Comércio da China disse em comunicado nesta Quinta-feira que as negociações bilaterais continuarão como planeado anteriormente e que os principais negociado res comerciais de ambos os países falarão por telefone na Sexta- feira.

Negociadores norte-americanos e chineses estão prestes a finalizar o texto da “fase um” de um acordo para Trump e Xi assinarem no próximo mês, um processo dificultado pela discussão sobre as exigências dos Estados Unidos por um calendário de compras chinesas de produtos agrícolas dos EUA. A Casa Branca pretende oferecer alguns locais nos EUA como alternativas para a Cimeira da APEC, segundo uma fonte familiarizada com o pensamento do Governo. O Alasca e o Havai podem ser opções potenciais aceitáveis para a China, disse uma segunda fonte familiarizada com o assunto. A China também sugeriu Macau como um local possível, de acordo com uma fonte comercial da China familiarizada com o tema.

error: Content is protected !!