21 médicos para mais de três milhões de cabeças de gado bovino

Mais de 37 médicos veterinários precisam- se na região Sul de Angola, face à cobertura sanitária necessária para abranger os mais de três milhões de cabeça de gado bovino existentes

De acordo com responsável da Ordem dos Médicos Veterinários na região Sul, os 21 actuais existentes são insuficientes para atender a demanda da população bovina, na região que abarca as provinciais da Huila, Namibe e Cunene. Samo Daniel sublinhou a importância dos médicos veterinários na defesa sanitária animal e humana, mediante a inspecção de produtos de origem animal e seus derivados. “Pela extensão da província que acolhe o maior efectivo ganadeiro do país, têm-se revelado incapazes, por serem poucos”, referiu, tendo acrescentado que dos 13 médicos existentes na Huila, seis estão no sector público e sete no privado, neste último onde a cobertura é, sobretudo ligada aos animais de estimação.

Realçou que a ordem está a trabalhar com os órgãos ligados ao Estado, no sentido de poder-se elaborar um estatuto remuneratório dos quadros do sector agrário, uma vez que a legislação prevê que todo o médico da área esteja inscrito na ordem para exercer a função. As quatro províncias sob sua jurisdição contam com 21 médicos inscritos, sendo Namibe com três, Cuando Cubango com dois, Cunene com três e a Huíla com 13. A Ordem dos Médicos Veterinários é uma instituição pública, com objectivo essencial de defender a regularização do exercício da profissão veterinária, contribuindo para a melhoria e progresso nos domínios científicos e técnicos profissionais.

error: Content is protected !!