Adalberto exorta militantes a manter coesão e unidade no partido

O candidato à presidência da Unita, Adalberto da Costa Júnior, exortou ontem Sábado, em Saurimo (Lunda-Sul), os delegados eleitos e militantes, a manterem a coesão e unidade do partido durante e depois do XIII congresso ordinário da organização, a realizar-se de 13 a 15 de Novembro do ano em curso

O político fez este apelo durante a apresentação do seu manifesto eleitoral aos militantes, sublinhando que só desta forma o partido vai conseguir encarar os novos desafios com firmeza, de forma a responder às preocupações da população. Afirmou que o seu propósito como candidato à presidência da Unita é elevar o partido à alternância do poder político que se vive no país, em 2022, aquando da realização das eleições gerais. Considerou que o actual momento que o país vive deve ser acompanhado com bastante atenção, visto que o partido deve estar em sintonia com os jovens, que são a força motriz de Angola.

No manifesto, o político reafirma o compromisso e prioridade na criação da Fundação Jonas Savimbi, construção de uma escola de formação profissional para os militantes e do museu da Unita, promoção da participação activa das mulheres e jovens como principais alicerces da dinamização das acções do partido e capacitação de quadros políticos, assim como técnicos para a estratégia geracional da organização. “A missão é ligar o partido à base e à sociedade, como forma de aproximar a Unita das expectativas e interesses dos cidadãos, bem como a construção de uma sede nacional, de modo a dar mais dignidade à organização”, acrescentou. Adalberto da Costa Júnior já apresentou o seu manifesto eleitoral nas províncias de Luanda, Malanje, Moxico, Cuanza Norte, Bié, Cuando Cubango, Cuanza Sul e Lunda Sul.

error: Content is protected !!