Jovem de 22 anos mata e enterra a própria esposa

O bairro Chimbicato, no Distrito Urbano do Camama, registou, no dia 1 de Novembro, um crime hediondo. Um cidadão de 22 anos de idade está a ser acusado de ter matado a sua esposa, de 21 anos, com golpes de martelo e ter ocultado o cadáver

O crime aconteceu às 6h da manhã, quando o cidadão que responde pelo nome de Adilson Mwacaseia, de 22 anos de idade, por razões passionais desentendeu- se com a sua esposa, Deolinda Francisco, de 21 anos de idade, ao ponto de espancá-la com um martelo.

Segundo o intendente Hermenegildo de Brito, que veio a confirmar o facto, a Polícia Nacional recebeu uma denúncia, no Comando de Talatona, de um crime de homicídio por espancamento, acção praticada pelo cidadão ora citado, de que é vítima Deolinda Francisco, de 21 anos de idade.

O cidadão está a ser acusado de ter espancado a esposa até à morte com vários golpes de martelo na cabeça e, seguidamente, enterrou- a numa residência inabitada, no Distrito do Camama, bairro do Chimbicato. Segundo o director de Comunicação Institucional do Comando Provincial, Intendente Hermenegildo de Brito, o facto ocorreu durante uma discussão por razões passionais, em que o agressor disferiu vários golpes à vítima e, quando esta estava imobilizada, cavou um buraco e envolveu a vítima num pano branco e enterrou- a.

“Durante o processo de exumação, a vítima apresentava várias lesões na região da cabeça, provavelmente provocadas por um objecto contundente. Depois da exumação, os peritos do Laboratório Central de Criminalística depositaram o cadáver na Morgue Central”, disse ele, acrescentando que já foi instalado o competente processo-crime e diligências estão em curso no sentido de deter o cidadão que se encontra em fuga.

De homicídio voluntário motivado por questões passionais não é tudo na cidade de Luanda, uma vez que a Polícia registou um outro, ocorrido no interior de uma residência no bairro Benfica. Neste crime, de que é vitima a cidadã que em vida respondia pelo nome de Antonica Alexandre Bernardo, de 42 anos de idade, o acusado recorreu ao uso de uma arma branca (faca) com que a golpeou no pescoço.

A accão praticada pelo cidadão Bernardo Ficameni, de 42 anos de idade, natural do Cunene, residente no município do Talatona, distrito urbano do Benfica, bairro Chinguar, resultou de um desentendimento com a sua esposa, supostamente por ciúmes. Bernardo, depois de ter cometido o crime, retirou-se da residência e entregou-se às autoridades.

A vítima foi socorrida por um cidadão de boa-fé, disponibilizando a sua viatura para encaminhá- la ao Hospital Geral, mas durante o trajecto acabou por perder a vida.

error: Content is protected !!