Governo procura novo financiamento para projecto Laúca

O Governo de Angola acaba de providenciar uma nova entidade para assegurar a procura de financiamento para o prosseguimento e conclusão das diferentes empreitadas do projecto hidroeclétrico Laúca

Trata-se da Gemcorp Capital LLP, agora contrato na “qualidade de arranger, Global Loan Agency Services, Limited” que passa a lidar com o Ministério das Finanças que representa o Estado angolano neste négocio. Segundo o Despacho Presidencial nº 183/19 de 28 de Outubro, o Chefe do Executivo aprovou o contrato no valor global de USD 400 000 000,00 (quatrocentos milhões de dólares dos Estados Unidos da América), para a cobertura das despesas incorridas com a implementação do Projecto Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca.

O PR autoriza a ministra das Finanças com a faculdade de subdelegar e, em representação do Estadoa, a proceder a assinatura do Acordo de Financiamento e toda a documentação relacionada com o mesmo dossier. Uma fonte do Ministério da Energia e Águas, sem gravar entrevista, confirmou a OPAÍS que esta diligência visa buscar um ente para substituir o anterior agente financiador do projecto que era o Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) do Brasil, cuja operação continua “bloqueada” por ordem da justiça brasileira, no âmbito do processo ‘Lava Jato’.

“O BNDES deixou de pagar há um bom tempo os serviços da construção da barragem de Laúca. Para saldar está dívida, as autoridades angolanas têm procurado alternativas”, clarificou um consultor no sector.

O Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca é a maior barragem das 3 já erguidas no Médio Kuanza e é tido como estruturante para a sustentabilidade do sistema Eléctrico da região Norte do país. Além do projecto de geração de electricidade ( a maior capacidade do país), Laúca contempla linhas de transporte, projectos de responsabilidade social em prol das comunidades afectadas e ou práximas da sua infraestrutura.

A par de Cambambe e Capanda, Laúca faz parte do amplo projecto de aproveitamento do potencial hidroléctrico do maior rio de Angola, o Kwanza.-

error: Content is protected !!