Palmada nas costas do governo para sofrermos

Caro director do jornal oPAÍS, Quando o nosso país nadava em dinheiro, muitos elogios vinham de fora, a dizer que tínhamos cientistas económicos, que as políticas do governo eram todas acertadas, etc., etc., éramos o el dourado.

E os angolanos, adormecidos pelos elogios, abriram as portas e tudo o resto, o dinheiro saiu. É verdade que os marimbondos roubaram o nosso dinheiro, mas também não podemos negar que os estrangeiros levaram muito dinheiro. E agora estamos nós em dívida.

É bom que o actual governo se lembre disso. Agora, com medidas económicas uma vez mais a contento dos estrangeiros, novos elogios de toda a parte, a dizer que as medidas económicas deste governo são as melhores, que é assim mesmo que deve ser, e o governo deixa-se levar contente, a aumentar a dívida e a permitir que o dinheiro continue a sair.

O povo está apertado, com a vida quase impossível mas lá fora dizem que está bom. Se um dia o povo se revoltar e derrubar o governo eles serão os primeiros a dizer que o povo tem razão por acabar com a ditadura e virão com elogios a quem governar.

É pena que só os políticos angolanos não vêm isso, de tão felizes que ficam quando são recebidos lá fora e pagam os bens que adquirem lá, porque todos têm casas lá fora. os nossos governantes adoram uma palmada nas costas, principalmente se isso os levar a tramar ainda mais a vida do seus próprio povo.

Bruno Osório,
Luanda

error: Content is protected !!