Competências de outras disciplinas aprendidas no PAT por “inclusão”

Um mês depois de ter recomendado que os professores explorassem as potencialidades das crianças que, segundo ela, já exercitam certas produções, a formadora de formadores pede aos seus colegas para apreenderem estratégias de Educação física e outras cadeiras por via da inclusão metodológica

Trata-se da Diferenciação e Inclusão pedagógica, segundo a responsável pela formação contínua de docentes primários do Instituto Nacional Formação de Quadros da Educação (INFOQE), Ivone Augusto, que assegurou o facto de o Projecto Aprendizagem para Todos (PAT) também ter referido sobre componentes formativas que muniram os instrutores de ferramentas ou estratégias de ensino de modo a lecionarem as disciplinas de Educação física e ou tras tidas como de difícil transmissão.

“Os professores do PAT já foram avaliados, porque há uma equipa de supervisores que foram observando as aulas e nós achamos isso positivo. Afinal de contas, os métodos são activos, integrais, que permitem trabalhar em qualquer disciplina e, a curto prazo, facilita aos alunos adquirirem conhecimentos o mais rápido possível”, considerou Ivone Augusto, para quem a inserção das valências que referiu atentou na realidade do ensino em Angola.

Detalhou que, em função da superlotação das salas de aulas, os desafios do projecto se apresentam como maiores, pelo facto de, se não forem tidos em conta, comprometem, e de que maneira, o processo de ensino e aprendizagem. Chamando a atenção das pessoas para que, pelos argumentos que acabava de invocar, ela não fosse interpretada como estando a favor das enchentes nas salas de aula, Ivone Augusto asseverou que o programa contempla resolver este entre os problemas do sistema de educação, não deixando qualquer interveniente de parte.

As estratégias transmitidas nas sessões de formação dos professores primários também ensinaram a trabalhar com turmas numerosas, enquanto, doravante, se vão evitando a composição de classes de natureza do género. “Uma das recomendações mais abordadas durante a formação foi a disposição dos alunos em grupos nas sessões de aulas, pois ajuda até a passar a mensagem mais fácil, devido à interacção entre os discentes e entre estes e os docentes”, reforçou.

Ainda no concernente às dificuldades em lecionarem-se as disciplinas de Educação Física, Musical e Manual Plástica, Ivone Augusto admitiu ter conhecimento de tais reclamações por parte dos funcionários do sector de ensino, que considera justas, por isso, adiantou que o Projecto Aprendizagem para Todos não contemplou tais valências de forma taxativa.

“Não estão previstas estas disciplinas. Como se deve saber, os projectos são cíclicos e experimentam actuar sobre certas necessidades chaves: Para o caso, o PAT só está ainda direccionado para o ensino da Língua Portuguesa e da Matemática, que, na fase da implementação do projecto foram diagnosticadas como o maior problema do ensino.

error: Content is protected !!