Polícia frustra tentativa de tráfico de seres humanos no Luvo

Seis crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 16 anos, de nacionalidade congolesa, foram abandonadas, recentemente, numa via de infiltração (caminhos não autorizados), nas imediações do posto fronteiriço do Luvo, na província do Zaire

Os menores foram abandonados por um suposto traficante de seres humanos da mesma nacionalidade, ao aperceber-se que estavam na eminência de cair numa emboscada que esta a ser desenvolvida por uma equipa de operativos da Polícia de Guarda Fronteira, de acordo com uma nota de imprensa a que OPAÍS teve acesso.

Ao serem inquiridas pelas autoridades, uma das vítimas declarou que tinham como destino Luanda. Para conseguirem entrar no território nacional, os petizes atravessaram o rio Luvo a nado e amarrados em bidões.

Depois, já na calada da noite, percorriam pelas matas até que foram surpreendidos pelas autoridades polícias. Diz ainda que os menores foram o amparados pelas forças fronteiriças até serem entregues formalmente ao SIC, onde dar-se-á a investigação visando a descoberta do traficante a da origem das crianças.

No referido documento a que tivemos acesso, a Polícia não esclareceu se as crianças têm algum parente esperando por elas em Luanda.

error: Content is protected !!