BP do MPLA pede empenho de todos para se superar a crise

Numa declaração feita ontem por ocasião do 44º aniversário da proclamação da Independência Nacional, que se assinala hoje, 11 de Novembro, o Bureau Político encoraja o Executivo, liderado pelo Presidente João Lourenço, a prosseguir na consolidação das transformações políticas em curso, que devem assentar numa base governativa eficaz na acção, eficiente nos meios, sensível aos problemas que afligem as populações e imcentiva a busca de soluções

Segundo a nota, o Bureau Político regozija-se igualmente com a aposta na boa governação e moralização da sociedade, na diversificação da economia e das fontes de receitas fiscais e de divisas, bem como no aumento da produção interna de bens e serviços e geração de empregos. “Nesta data de júbilo e de reflexão pelo aniversário da maior conquista do Povo Angolano, a Independência Nacional”, prossegue o documento, o Bureau Político do MPLA exorta a todos os angolanos para que, com a mesma determinação e patriotismo com que vencemos a guerra, conquistamos a paz e a democracia, juntos marchemos rumo ao progresso social e ao desenvolvimento sustentável de Angola.

Por outro lado, em nome dos seus militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, O Bureau Político aproveita a ocasião para saudar “fraternalmente todas as forças vivas do país e rende profunda homenagem a todos os valorosos combatentes da Luta Armada de Libertação Nacional, com realce para o saudoso camarada Presidente Natónio Agostinho Neto, fundador da Nação Angolana”.

“Com a conquista da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975, os angolanos escreveram uma das páginas mais brilhantes da sua história, realizando o sonho de liberdade dos melhores filhos de Angola. Apoiando-se no lema deste ano – Unidos pelo desenvolvimento de Angola -, o Bureau Político do MPLA exorta ao empenho de todos os cidadãos na busca de soluções para superar a crise que assola o país, reconhecendo que o povo angolano tem sabido superar os obstáculos que vão surgindo ao longo do seu percurso histórico e revolucionário”, lê-se ainda no documento.

error: Content is protected !!