Luís Nunes: “A unidade de todos deve ser reflectida na defesa dos direitos fundamentais”

O Governador Provincial da Huíla disse nesta Segunda-feira (11), no município de Chicomba, a 220 Quilómetros da cidade do Lubango, que a unidade de todos os angolanos deve ser reflectida na defesa dos direitos e deveres fundamentais de todos os cidadãos

No o seu discurso nas celebrações dos 44 anos de Independência Nacional, cujo acto central a nível da província da Huíla se assinalou naquemunicípio mais a Norte, assegurou que, com a defesa dos direitos e deveres fundamentais dos cidadãos poderão ser satisfeitas as necessidades das populações.

Luís da Fonseca Nunes adiantou ainda que, com cidadãos livres e independentes poder-se-á trabalhar para a melhoria da qualidade de vida das populações, visando a consolidação do Estado democrático e de direito, daí a necessidade do envolvimento de todos. “O Desenvolvimento de Angola só será uma realidade se todos nós nos comprometermos com a causa do país, cultivando o espírito patriótico, servindo com brio, responsabilidade e dedicação, para que as nossas necessidades colectivas, sejam satisfeitas com a qualidade que se recomenda nos tempos que correm”, disse.

O Governante destacou no seu discurso algumas realizações que a província da Huíla registou ao longo dos 44 anos de Independência, nomeadamente nos sectores da Educação, Saúde, Agricultura e no sector social. Luís da Fonseca Nunes afirmou que na província da Huíla muitos projectos foram executados, com realce para o sector da saúde, que, de há um tempo a esta parte tem vindo a melhorar os serviços médicos e medicamentosos às populações dos 14 municípios que compõem o território da Huíla.

“A nível do sistema de Saúde, acções concretas vieram melhorar as condições das unidades hospitalares, desde os equipamentos, serviços hospitalares, medicamentos, a própria assistência médica e medicamentosa às populações! Foram recentemente admitidos, por concurso público, 509 nos profissionais, entre enfermeiros e médicos” revelou. Ainda no quadro da Saúde, continuou, a província da Huíla já dispõe de um centro de hemodiálise, instalado no Hospital Central do Lubango, com uma capacidade diária de 75 dialises.

A par deste centro, a província da Huíla, conta igualmente com um centro de mamografia, virado para a realização de exames que facilitam a identificação do cancro da mama, principalmente em mulheres com idade acima dos 40 anos. Para reforçar ainda este sector, Luís da Fonseca Nunes revelou que estão em curso obras de reabilitação da Maternidade Irene Neto, bem como, do Hospital Pediátrico Pioneiro Zeca, cuja capacidade actual é de 61 camas. “Pretendemos aumentar para o dobro esta capacidade até ainda o próximo ano” revelou, estão ainda a decorrer obras de melhoria das condições da Unidade de Tratamentos Intensivos e do Bloco Operatório do Hospital Central do Lubango”, garantiu.

A Educação continua a merecer a atenção do Governo Provincial, Luís da Fonseca Nunes garantiu que o sector, na província da Huíla vai continuar a merecer uma particular atenção, com vista a alcançar os objectivos traçados pelo seu Governo. Segundo disse, estes objectivos passam pela redução do número de crianças em idade escolar que, por várias razões, se encontram fora do sistema normal de ensino em toda a província.

“No âmbito da educação reafirmo mais uma vez que é compromisso do Executivo levar a Educação a todas as populações. Estamos numa jornada intensa de construção de novas escolas e do melhoramento das já existentes com o objectivo de diminuir o índice de crianças fora do sistema de ensino, que apresenta números bastantes preocupantes”, avançou. Por outro lado, o governante revelou que é possível inverter o quadro do número de crianças que ainda se encontram fora do sistema normal de ensino.

“Podemos sim transpor esta barreira, se todos nós tivermos a educação como prioridade para as nossas populações”. Para o presente ano lectivo, foram construídas mais 600 salas de aulas no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), o que permitiu a inserção de 5 mil crianças no sistema de ensino Huíla Pode ser o celeiro do país.

O governador da província disse que a Huíla reúne todas as condições para a produção de cereais e para a sua distribuição em todos o país, em substituição das importações. Luís da Fonseca Nunes explicou que, para o efeito, torna-se necessário proporcionar uma série de condições favoráveis à prática da agricultura e transportação dos bens produzidos no interior daprovíncia.

Sobre a regeneração das vias de comunicação, já está em curso a reabilitação da estrada que liga o município de Quipungo ao de Chicomba, para a transportação de pessoas e bens. “Em relação às vias de comunicação entre os nossos municípios, há a realização de acções concretas para a melhoria das mesmas, como podemos verificar a reabilitação do troço Quipungo-Chicomba, que decorre satisfatoriamente, o que vai garantir o escoamento de toda a produção agrícola local” afirmou.-

error: Content is protected !!