Carta do leitor:Não há coração que aguente

Caro director do jornal OPAÍS, estou a escrever esta carta com raiva, acho que a maioria dos angolanos está como eu. Já nem sei o que dizer, porque estou frustrado. No tempo da guerra o desporto era uma das nossas alegrias, agora, na crise e fome, nem isso nos consola. Angola acaba de perder em casa com a selecção de futebol da Gâmbia, uma selecção sem história, sem credenciais, que não assusta a ninguém. Não sei se é feitiço, se se deve deixar de jogar no 11 de Novembro, ou quê, só sei que a nossa selecção quer nos matar do coração. Os miúdos sub 17 ainda agora deram show no Brasil, a selecção de futebol com moletas, que o Governo despresou de forma vergonhosa, é campeã do Mundo e de África, mas a selecção principal, os Palancas Negras, juro, é melhor acabar, fechar. sai treinador, entra treinador, sai presidente da FAF, entra presidente da FAF e nada muda. Alguma coisa não está bem. Se é feitiço, o melhor é passarem a estagiar no Dombe Grande, estão só a gastar o dinheiro do país. Até nem dá para falar mal destes jogadores e do treinador, por que há muitos anos e gerações que é sempre a mesma desgraça. Acho que para não matarem os angolanos com AVC, é melhor ainda pararmos um bocado o futebol e irmos pensar bem na nossa vida. assim não dá. Estou mesmo com raiva.

error: Content is protected !!