Ministro da Comunicação Social saúda OPAÍS , por 11 anos de mérito e contributo na “consolidação da democracia”

Nuno dos Anjos Caldas Albino endereçou ontem uma mensagem OPAÍS, por ocasião do décimo primeiro aniversário deste jornal. “É com bastante satisfação que tomei conhecimento que neste dia 14 de Novembro do ano corrente o vosso órgão completa onze (11) anos de existência”, começou por dizer o ministro na sua mensagem, para depois acrescentar que as felicitações eram feitas em seu nome próprio e do Ministério da Comunicação Social.

Depois dos votos de “feliz aniversário, paz, amor e sucessos na actividade” jornalística, Nuno Caldas Albino disse que o Ministério da Comunicação Social “congratula-se” com os préstimos de OPAÍS “no processo de consolidação da democracia, que se funde na disseminação de ideias, pensamentos e opiniões de todos os intervenientes, independentemente da sua raça, cor, origem étnica, religião e filiação partidária”.

O trabalho prestado por OPAÍS, diz o ministro, é de “reconhecido mérito” e contributo social e se associa aos objectivos do Ministério da Comunicação Social, em especial, pois, nestes 11 anos o Jornal OPAÍS tem cumprido a “nobre” missão de “informar o público com verdade, independência, objectividade, isenção e imparcialidade sobre todos os acontecimentos nacionais e internacionais, assegurando o direito dos cidadãos a uma informação correcta, imparcial e isenta” como se depreende, diz o ministro, da Lei n.º 1/17 de 23 de Janeiro, Lei de Imprensa, diploma que estabelece os princípios gerais que devem enquadrar a actividade da comunicação social. No fim, olhando para o futuro, Nuno Caldas Albino desejou a todos os trabalhadores do jornal OPAÍS saúde e bom trabalho “na expectativa de que com espírito abnegado façam mais e melhor, sempre no intuito de melhorar a qualidade da informação produzida”

error: Content is protected !!