Carta do leitor:EPAL em falha

Prezado director, Sou morador do Palanca já há 3 anos, e cliente da EPAL, infelizmente até ao momento temos sido descriminados porque, desde que se fi zeram as principais intervenções na Avª Deolinda Rodrigues, nas torneiras já não jorra água. Em algumas ruas se a direita tem água a esquerda não tem. E em outras apenas as residências que estão mais acima na estrada que sai do Sanatório até ao meio da rua, enquanto as que fi – cam depois do meio até à Deolinda Rodrigues não vêem o liquido precioso. A solução tem sido comprar a água aos jovens que a zungam em motorizadas e a preços muitas vezes especulativos, exorbitantes. Já fi zemos muitas reclamações na EPAL infelizmente continuamos a viver de promessas A única coisa que nos alivia é quando chove, aí aproveitamos a água da chuva para lavar a roupa e etc. Aproveitando a brecha uma chamada de atenção à direção da EPAL, para que resolva este nosso problema. Ou que passem a enviar camiões cisternas de água para atender às nossas necessidades. Volta e meia nos noticiário de televisão ou de rádio estão a pedir mais dinheiro para investir neste sector. Como é que irão melhorar os serviços se com o pouco mal fazem? Um concelho ao ministério de tutela para terceirizar os serviços da EPAL, acredito que só assim é que irão melhorar e servir melhor. Gabriel Manuel

error: Content is protected !!