Campeonato nacional – dívida condiciona arranque da final de hóquei em patins

A final do Campeonato Nacional de hóquei em patins em sénior masculinos a melhor de três jogos não arrancou hoje por força da dívida que a Federação Angolana de Patinagem (FAP) tem com os árbitros.

Os profissionais do apito só regressam aos campos quando o órgão que rege a modalidade no país liquidar o total ou metade do valor referente à temporada 2019, segundo fontes da FAP  no Pavilhão da Cidadela, em Luanda.

A Federação deve um milhão e 500 mil kwanzas aos árbitros, por isso o jogo entre o Petro de Luanda e a Académica fica condicionado, uma vez que são os protagonistas do embate da final nesta modalidade.

O 1º de Agosto, que recebe a Marinha de Guerra na disputa pelo terceiro lugar a melhor de dois jogos, também fica numa situação estacionária, o que complica o programa de preparação dos clubes.

O vice-presidente da FAP, Pedro Azevedo “Chipita”, adiantou que amanhã haverá o desafio do terceiro e quarto lugares entre os militares e a Marinha. Adiantou também que vão continuar a negociar com os árbitros para as jornadas da final na Sexta-feira.

error: Content is protected !!