Filipe Cruz troca Angola por Congo Democrático

Depois de levar a Selecção Nacional sénior masculina de andebol à conquista da medalha de ouro nos Jogos Africanos, em Marrocos, o treinador, de 50 anos, ruma para a RDC onde vai orientar o combinado congolês sénior feminino.

Mário Silva

treinador angolano, Filipe Cruz, deixou o comando técnico da Selecção Nacional sénior masculina de andebol para orientar o combinado da República Democrática do Congo. Segundo a fonte deste jornal, o técnico poderá assinar um contrato de três anos com a selecção sénior feminina daquele país.

Filipe Cruz conquistou a medalha de bronze no Campeonato Africano e o ouro nos Jogos Africanos de Marrocos. Com as Pérolas africanas, o treinador, de 50 anos, conseguiu o oitavo lugar nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil.

No mesmo ano, o antigo jogador da Selecção Nacional conduziu a equipa angolana a mais um título continental. A prova foi disputada no Pavilhão Multiusos do Kilamba, em Luanda. FAAND precisa de euros O presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), Pedro Godinho, disse ontem à imprensa que 30 mil euros são precisos para as ajudas de custo da Selecção Nacional sénior feminina, que disputa de 30 de Novembro a 15 de Dezembro o Campeonato do Mundo, no Japão. Pedro Godinho explicou que a federação possui valores em Kwanzas e que os bancos comerciais privilegiam a cedência de cartões de crédito, enquanto as atletas preferem as divisas em mãos.

O responsável federativo referiu que a verba cabimentada pelo Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD) para esta empreitada foi já totalmente disponibilizada e que os 34 milhões de Kwanzas actualmente em caixa servirão para a compra dos bilhetes de passagem, actualmente comercializados a USD 1.600.

 

error: Content is protected !!