PRS reafirma consagração do federalismo

O secretário provincial do Partido de Renovação Social (PRS) no Huambo, Solya Salende (Lumumba) reiterou que o seu partido continua a apostar na implementação do federalismo como o melhor modelo para governar Angola.

Ireneu Mujoco

Em declarações a OPAÍS, por ocasião do 29º aniversário da fundação do PRS, celebrado ontem, 18 de Novembro, justificou que com o federalismo o país será melhor governado e colocarse- á fim as assimetrias regionais. Solya Salende disse que passados 29 anos desde a fundação desta que já foi a terceira força política do pa- Ireneu Mujoco ís, de 1992 a 2008, o actual modelo de governação não “está a corresponder às expectativas das populações”. O político refere que nos países em que vigora o regime federal as suas populações têm poucas reclamações, tendo em conta a vantagem deste modelo, daí a insistência em transportar o federalismo para Angola. “O objectivo é ter em Angola uma República Federal para uma verdadeira democracia”, sublinhou, para quem o partido no poder “devia fazer mais”, dando emprego aos cidadãos para melhorarem as suas condições de vida. Apontou que devido à alegada má governação, o índice de criminalidade aumentou e urge a necessidade de as autoridades competentes reverterem o quadro, para se devolverem a segurança e a tranquilidade públicas às populações. “Em todos os lados morre-se à faca, a tiro e a população continua a sofrer porque as promessas eleitorais não foram cumpridas”, desabafou. Insistiu que o PRS vai continuar a defender o modelo federal, salientando que a implementação da autarquias locais é uma “cópia” dos renovadores sociais. Realizado sob o lema “PRS – confiante para governar Angola”, no Huambo, o acto político de massas presidido por si teve lugar no campo do Benfica, bairro Frederico, no município sede da província. Já o acto central realizou-se no município de Camanongue, província do Moxico, e foi presidido pelo presidente desta força política, Benedito Daniel.

 

error: Content is protected !!