Editorial: Caminhos para a paz

A República de Angola assinala hoje, 20 de Novembro, o 25º aniversário da assinatura do Protocolo de Paz de Lusaka (Zâmbia) entre o Governo angolano e o ex-movimento rebelde UN ITA.

O Protocolo de Lusaka, subscrito pelo ministro das Relações Exteriores, Venâncio de Moura, e o ex-secretário-geral da UN ITA, Eugénio Ngolo Manuvakola lembra a ANG OP, foi um tratado de paz que durou cerca de quatro anos e tinha como base a desmobilização das tropas das FAA (Governo angolano) e das FALA (UN ITA). Lembrar hoje esta data realça o quão longo foi o caminho para a paz.

Há muita história para contar neste percurso e seria bom que os protagonistas escrevessem as suas memórias, não apenas os signatários, mas também os técnicos. E que começassem a narrá-las já, nas universidades. Um país deve ser feito de memória também.

error: Content is protected !!