INSL capacita jornalistas sobre VIH de mãe para filho

O Instituto Nacional de Luta contra a Sida realiza, hoje, uma acção de formação para jornalistas de diferentes meios de comunicação social e formadores de opinião. Maria Lúcia Mendes Furtado, a directora da referida instituição, está preocupada em contribuir para um melhor desempenho da classe jornalística, no que à educação e ao tratamento de informação sobre o HIV-SIDA diz respeito, de modo a evitarem-se erros que ela e a sua equipa classificam como sendo recorrentes.

Vale lembrar que essa actividade formativa ocorre no âmbito da campanha Nascer Livre para Brilhar, Liderada pela Primeira-dama, Ana Dias Lourenço. No certame, abordam-se temas referentes a conceitos, situação epidemiológica do país, que se desdobrarão em sub-temas, como estratégias e intervenções para se acabar com a SIDA epidemiológica e o impacto da discriminação da pessoa que vive com VIH e SIDA. Momentos reservados a perguntas e respostas estão contemplados, em jeito de plenárias.

O INLS está ainda preocupado com a postura daqueles que denomina de charlatões por criarem desinformação sobre o fenómeno do século e suas implicações. Tal e qual como algumas confissões religiosas que apregoam a cura da doença em causa, por via de ritos religiosos e de outras dinâmicas que retardam o esforço do instituto que promove a luta contra essa síndrome.

error: Content is protected !!