Polícia realiza Operação Stop em Luanda

O comando da Polícia Nacional, em Luanda, realiza desde Sexta- feira uma Operação Stop, que culminou com apreensão de 25 armas de fogo, 412 motorizadas e a detenção de mais de cem pessoas. Na última semana, cinco pessoas, que transportavam valores monetários, morreram baleadas à queima- roupa, por desconhecidos na via pública, em diferentes pontos da cidade. Em todos os casos, os assaltantes faziam-se transportar em motorizadas, com o apoio de uma a duas viaturas ligeiras.

O comandante da Polícia Nacional em Luanda, comissário-chefe Eduardo Cerqueira, disse que os efectivos da corporação vão dar uma resposta adequada aos crimes violentos, obedecendo à Lei. Em declarações à imprensa sobre os crimes cometidos, na última semana, em Luanda, Eduardo Cerqueira referiu que a resposta será dada de acordo com a Lei vigente no pais. Segundo o oficial, há disciplina e rigor e “nós, ao nível da polícia, daremos a nossa resposta adequada”.

Apesar de não ter revelado números, Eduardo Cerqueira disse que não houve alterações no número de crimes, desde Janeiro deste ano, em Luanda. Reconheceu que foram registados em Luanda crimes violentos e espectaculares, o que fez com que algumas pessoas tentassem dramatizar o cenário. Com uma população estimada em mais de 7 milhões de habitantes fazem parte da capital angolana os municípios de Luanda, Kilamba- Kiaxi, Belas, Talatona, Cazenga, Cacuaco, Viana, Quiçama e Icolo e Bengo.

error: Content is protected !!