País regista mais de cinco mil crimes em três meses

Cinco mil e 245 crimes contra pessoas foram registados pela Polícia Nacional no terceiro trimestre deste ano, de acordo com o balanço da corporação tornado público ontem, em Luanda. A cifra acima mencionada representa uma redução de 256 casos em relação aos três meses anteriores, diz a nota a que OPAÍS teve acesso.

As estatísticas do Comando Geral da Polícia Nacional dizem que no que concerne aos homicídios voluntários houve uma redução de 67 casos, ao se atingir a cifra de 362 casos em todo o país. Dos registos destacam-se ainda as ofensas corporais com três mil e 161 casos, mais 180 comparando o trimestre passado. Porém, os crimes de rapto registaram um acréscimo de mais 14, ao atingir a cifra de 18 casos.

Às autoridades policiais foram parar menos quatro casos de violação sexual, tendo sido registados 496 casos. “Destes crimes, três mil e 402 foram praticados por pessoas próximas e mil e 843 foram cometidos por delinquentes”, refere a nota.

A província de Luanda foi a que mais homicídios voluntários registou, com 153 assassinatos (menos 17), seguindose, entre outras, a Huíla (40), Bié (32), Huambo (27) e Lunda- Norte (17), Cuanza -Sul (19), Uige (16) Benguela (14), Cuanza- Norte e Namibe (seis).

Em consequência dos mesmos foram detidos 12 mil e 459 suspeitos, na sua maioria homens. Na província de Luanda, que registou 40 por cento dos crimes, foram detidas quatro mil e 28 pessoas envolvidas em 153 homicídios voluntários, 247 violações sexuais e dois mil e 625 roubos diversos.

error: Content is protected !!