MPLA exorta jovens para uso correcto das redes sociais

A vice-presidente do MPLA , Luisa Damião, advertiu os jovens do seu partido no sentido de fazerem o uso correcto das redes sociais, de modo a promover boas práticas de mobilização e coesão

Por:Maria Custódia

A dirigente, que falava ontem, em Luanda, à margem do 57º aniversário da fundação da JMPLA, acrescentou a necessidade de se estimular um amplo processo de diálogo construtivo sobre os valores que definem a nossa cultura. “O diálogo de jovens para jovens é frutífero. Porque falam a mesma língua, sentem, na maioria dos casos, os mesmos problemas”, disse Damião, que encorajou os jovens a terem esperança e confiança nos esforços empreendidos para a resolução dos problemas sociais.

“Os jovens devem ser parte desta solução dos problemas existentes no país”, alertou a vice-presidente do MPLA, que diz que a sua formação política continua a apostar seriamente nos jovens, de tal modo que no VII Congresso Extraordinário do partido 61% dos membros eleitos ao Comité Central são jovens. Para ela, este acto representa um indicador que mostra claramente a visão estratégica do partido e do seu líder.

Em relação à história de Angola, afirmou que a juventude sempre desempenhou um papel importante nos vários processos e, por isso, “nós pensamos que, com as novas tecnologias de informação, hoje está facilitada a vida dos jovens no resgate dos valores éticos, culturais e morais”. Luisa Damião disse que o partido dos “camaradas” vai continuar a defender uma Angola mais moderna, democrática, onde as pessoas possam fazer do diálogo uma força de interacção para solucionar os problemas que o país ainda enfrenta.

Em relação ao lema do MPLA, de melhorar o que está bem e corrigir o que está mal, afirmou que continua assente num processo de introspecção profunda, “por termos chegado à conclusão de que tudo começa por cada um de nós”. Entretanto, o facto de os jovens terem a seu favor a condição de entusiastas, Luisa Damião entende ser razão para a unidade e a coesão, pois, para ela, “só unidos nós seremos mais fortes e podemos, juntos, encontrar soluções para os problemas”. “Não podemos olhar só para o Estado e ficar à espera que o mesmo resolva todos os problemas; nós temos jovens empreendedores com soluções muito criativas e inovadoras que são capazes de ajudar a resolver alguns dos problemas do nosso país”, disse.

error: Content is protected !!