Nova frota de autocarros no Huambo permitiu a transportação de mais de 102 mil pessoas

O reforço do sector dos transportes colectivos de passageiros, com 20 novos autocarros, no início de Outubro do ano corrente, permitiu, nos 30 primeiros dias, a transportação de mais de 102 mil e 656 pessoas nas rotas urbanas e intermunicipal da província do Huambo

Estes dados foram tornados públicos pelo director provincial do Gabinete dos Transportes, Tráfico e Mobilidade Urbana, Joaquim Celestino Salinga, em entrevista à imprensa, por ocasião do 23 de Novembro, data dedicada ao sector, tendo realçado que isso resultou de quase duas mil e 78 viagens realizadas. Neste contexto, de acordo com Joaquim Celestino Salinga, isso permitiu uma maior e melhor cobertura a todas as rotas do intermunicipal e algumas do segmento urbano.

Dai que, com a entrada em funcionamento destes novos meios, sente-se hoje que as dificuldades de locomoção da população foram reduzidas. Apesar dos operadores ainda queixarem-se da falta da criação de condições como paragens, o responsável disse que existe um trabalho no sentido da reestruturação do sistema de transporte rodoviário, que envolve um conjunto de acções para o seu funcionamento em pleno. “Acções estão já em curso e já foram identificados todos os locais para a definição de paragens, cumprindo com as regras definidas, quer no âmbito do transporte urbano, como intermunicipal, por isso, pensamos que a seu tempo os órgãos competentes irão dar resposta a esta questão”, disse.

Por considerar ainda insatisfatório, referiu que, no domínio dos transportes no Huambo, as autoridades têm estado a trabalhar no sentido de se conseguir uma cobertura plena, tanto em termos das rotas urbanas, como nas intermunicipais e intercomunais. Adiantou ainda que, no domínio do sub-sector ferroviário, está a ser desenvolvido um trabalho no sentido de se implementar um comboio intermunicipal, que faça o sentido Huambo/Chinjenje e Huambo /Cachiungo, bem como no reforço das frequências semanais em mais uma em cada sentido. Até à data existe uma frequência de cinco comboios semanais, sendo três no sentido ascendente e dois no descendente.

Para o sector aéreo, o director disse ser desejo das autoridades que exista um segundo serviço de ligação com a capital (Luanda), que tanto poderia ser feito no período da tarde ou noite, porém esta é uma questão que deve ser antecedida pela resolução de determinadas tarefas que têm a ver com as de segurança, iluminação da pista e sistemas de comunicação. Com a entrega destes meios a três operadoras privadas, após concurso público, o sector dos transportes na província do Huambo, com uma extensão territorial de 35.771 quilómetros quadros e uma população de dois milhões, 389 mil e 231 habitantes, passou a controlar mais de 100 autocarros públicos, na sua maioria inoperantes, por questões técnicas.

error: Content is protected !!