Prostituição, destruição de bens públicos e uso “incorrecto” das redes sociais são práticas que não se conformam com um “bom cidadão”, segundo o líder da JMpLA no uíge

O primeiro -secretário da JMPLA no Uíge, Faustino Nguange Simão, exortou aos seus membros, no Sábado, no município do Puri, a absterem-se da prática de atitudes e comportamentos nocivos, para não se desviarem dos seus objectivos académicos e profissionais para o futuro. Ao intervir no acto provincial alusivo ao 23 de Novembro, dia da criação da organização juvenil do MPLA, reafirmou que “a melhor forma de ajudar Angola é ser bom cidadão, concretizar as aspirações e evitar a destruição dos bens públicos, a prostituição, o alcoolismo, entre outros males”. Segundo o político, a formação académica é a via mais adequada para a juventude concretizar as suas aspirações e sonhos.

Por sua vez, o segundo – secretário do MPLA no Uíge, Janota Ginga, assegurou aos jovens o contínuo apoio da direcção do partido e do Governo na busca de soluções para os problemas que ainda enfrentam na Educação, Saúde, emprego, entre outras áreas em crise. Aproveitou a ocasião para apelar para o uso correcto das redes sociais, evitando actos de calúnia e acções que mancham a imagem do país, do partido e seus dirigentes. No total, ingressaram na JMPLA no Uíge três mil 516 novos membros, dentre os quais dois mil 244 do sexo masculino e mil 272 do feminino. A JMPLA foi fundada a 23 de Novembro de 1962 e completou sábado último o seus 57 anos de existência como braço juvenil do partido no poder em Angola.

error: Content is protected !!