Angola pretende aumentar a exportação do café, banana e outros frutos tropicais

O secretário de Estado para Agricultura e Pecuária, José Carlos Bettencourt, apelou aos produtores nacionais no sentido de procurarem formas rápidas e urgentes de aumentarem a produção do café, banana e outros frutos tropicais no país

Por: Brenda Sambo

Segundo o responsável que falava na abertura do 3º Workshop de Formação sobre Revisão Nacional de Exportações Verdes de Angola” (NGER) que decorre desde ontem na província do Uíge, o café, a banana, assim como os demais frutos tropicais têm um impacto muito importante na diversificação da economia nacional.

O governante afirmou que depois da água, o café é o segundo líquido mais consumido ao nível mundial. Daí a sua grande importância. Referiu que o presente workshop representa assim a grande importância da agricultura na economia nacional e acaba por contribuir para a redução das importações e aumento das exportações.

José Carlos Bettencourt salientou que o aumento da produção nacional constitui um dos factores fundamentais para exportação dos produtos nacionais. “A maior limitação que temos neste momento em colocar produtos nacionais no mercado internacional é a nossa produção em pequena escala”, disse. Por isso, alertou os produtores nacionais a aumentarem a produção, assim como a olharem para a qualidade dos produtos a serem exportados.

Desta forma, fez saber o responsável, Angola vai procurar ganhar o mercado internacional através de uma produção suficiente e com preços competitivos. Angola sendo um país com um clima tropical e com grandes extensões de terras aráveis é favorável para o desenvolvimento de uma grande gama de culturas que vão para além da produção da banana e café. Por isso, o responsável pediu também aos produtores a dedicarem- se à produção de outros frutos tropicais, nomeadamente a manga, o abacaxi, o mamão, a papaia e o abacate, sendo este último uma das culturas internacionais com grande valor económico.

Salientou ainda que o ciclo de formação enquadrada–se nas políticas do Executivo que concorre para dinamizar o sector agrário e para capacitar os quadros dos vários ministérios, instituições empresariais e outros sectores sociais, quer associações de produtores e formulação de politicas nacionais com parceiros socais em África, e outros países do mundo, contribuindo desta forma para a geração de renda, emprego e captação de divisas.

O workshop, que decorre na província do Uíge vai até ao dia 30 do mês em curso, insere-se no âmbito das actividades de formação do Programa Conjunto UECNUCED de Apoio a Angola denominado “Train for Trade II” uma componente do Projecto de Apoio ao Comércio (ACOM) financiado pela União Europeia.

O mesmo visa capacitar os quadros angolanos, membros de associações, produtores, académicos e sociedade civil no aprimoramento das competências em matéria de análise das políticas nacionais para a promoção e desenvolvimento do café, da banana e de outras frutas tropicais, incluindo temas ligados à harmonização e certificação de produtos, bem como a transferência do conhecimento transversal sobre promoção de produtos verdes e processos de exportação.

error: Content is protected !!