Angola recebe financiamento russo

Dez mil milhões de dólares norte-americanos é o valor que as autoridades russas vão disponibilizar para financiar vários projectos de impacto sócio-económico em Angola

A informação foi prestada ontem (Segunda-fei ra), em Luanda, pelo v ice-pre s idente da Comissão Parlamentar para as Relações Internacionais da Federação Russa, Chepa Alexey, à saída de uma audiência que lhe foi concedida pelo Presidente da República, João Lourenço. O político russo detalhou que os projectos estão ligados ao sector energético, fundamentalmente à construção de barragens hidro-eléctricas, produção de energia eólica, painéis solares, linhas de transporte de energia eléctrica, construção de estradas, residências e outras infraestruturas. Chepa Alexey, que chefia uma delegação de empresários russos, sublinhou à imprensa, que o dinheiro para esses projectos resultam de uma linha de crédito conjunta, Federação Russa, sector privado russo e investidores internacionais.

“Tudo isso vai ajudar a fortalecer a nossa amizade, que já existe há décadas”, afirmou o dirigente russo, salientando que parte da sua delegação tem já agendados encontros bilaterais com representantes de congéneres angolanas. Considerou “bastante exitoso” o encontro entre os Presidente de Angola, João Lourenço, e da Rússia, Vladmir Putin, em Sochi, por ocasião da Cimeira Rússia-África.

Angola e a Rússia têm relações privilegiadas desde 8 de Outubro de 1976, data em que foi assinado, em Moscovo, na altura capital da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), o Tratado de Amizade e Cooperação. Actualmente, a cooperação é mais significativa nos sectores da energia, geologia e minas, ensino superior, formação de quadros, defesa e segurança, telecomunicações e tecnologias de informação, pescas, transportes, finanças e banca.

error: Content is protected !!