Não está bem!

Por: José Kaliengue 

Não, não está nada bem a Polícia Nacional estar a responder aos crimes violentos ocorridos recentemente em Luanda, e que continuam a ocorrer, com a “Operação Coruja”. Até ao fim do ano ainda contaremos quantas operações a Polícia lançou este ano, os seus nomes e resultados. Se estamos a falar de segurança pública, a Polícia não precisa de operações especiais, é o seu trabalho, que deve ser permanente. Assim, até parece que a Polícia e os bandidos andam a brincar ao ioiô. Sobe e desce. A Polícia relaxa, os bandidos actuam, a Polícia aperta, os bandidos recuam. A Polícia não deve relaxar nunca. Nas cidades mais seguras, o que se passa, além das componentes sociais que nós não temos em Angola, é que a Polícia nunca relaxa, nunca mesmo. Aliás, o Estado nunca relaxa na prevenção do crime, na dissuasão e na criação de condições para que o cidadão não precise de assaltar uma casa, matar alguém para lhe roubar uma botija de gás. Não são necessárias estas ondas securitárias em que de repente a cidade fica quase em estado de guerra, em que por um lado nos sentimos mais seguros, mas por outro algo chocados com a presença de armas a mandar parar e revistar carros a toda a hora. É como o alcoolímetro, que desapareceu, voltará lá para o Natal? Tem de haver constância na actuação policial, o mesmo é dizer que o Governo tem de garantir permanentemente os meios adequados para que a Polícia faça o seu trabalho. Assim, quando terminar a Coruja, que animal se seguirá?

error: Content is protected !!