Carta do leitor: Começo a ter medo dos preços

Cordiais Saudações, à equipa do Diário OPAÍS! Sou um cidadão que há muito tenho vindo a controlar as oscilações do preço do ovo e do pão – este último podemos dizer que já não constitui problema, disparou de 40 para 100 kwanzas e por aí foi ficando, até hoje. Quanto ao ovo, em quadras festivas passadas chegou a custar, pelo menos na minha zona (Futungo), 200Kz.

Vamos lá ver como se vai comportar no Natal que se aproxima. por ser altura de festa espero que não dispare também. É que esta dança de preços não é normal, como muita coisa neste país que, por ser aberrante e/ou abusivo, devia ser anormal, e depois, não, em pouco tempo se torna normalíssimo. Não sei quem supervisiona ou fiscaliza o preço dos produtos junto das cantinas, mas se têm feito, fazemno mal.

É um absurdo estarem a nos vender mercadorias a um preço super inflacionado. Os fiscais têm de fiscalizar mais os preços das cantinas dos bairros e que não fiquem apenas na cidade. Para nós, que já somos pobres e queremos pelo menos garantir uma alimentação que ajude no crescimento das crianças, é importante que pelo menos os produtos da cesta básica sejam escrupulosamente controlados e severamente punidos os prevaricadores.

José Favarica Luanda

error: Content is protected !!