Infantino tenta ser bóia de salvação de Artur Almeida

O presidente da FIFA chega hoje a Luanda, capital angolana, para uma visita de trabalho de 24 horas. O responsável vai deslocar-se ao Campo do São Paulo, no Rangel

A visita do presidente da FIFA, Gianni Infantino, a Luanda, capital angolana, vai escrutinar a gestão de Artur Almeida na Federação Angolana de Futebol (FAF). O presidente do órgão que rege a modalidade no país recebe o “chefe” do futebol mundial em maré baixa. A Selecção Nacional continua a ter mais derrotas do que vitórias nas competições africanas. Isto, querendo ou não, continua a manchar o consulado de Artur Almeida no ciclo olímpico que está por terminar (20216/2020).

A crise administrativa e financeira que assola a FAF levou alguns membros do seu elenco a abandonarem o barco. Norberto de Castro e José Alberto Macaia, por várias incompatibilidades, preferiram abandonar a federação. Como é evidente, a presença de Gianni Infantino em solo angolano pode ser a bóia de salvação de Artur Almeida .

O presidente da FIFA vai avaliar a implementação dos programas da FAF no que toca ao desenvolvimento do futebol. Por esta razão, Gianni Infantino visita o Campo São Paulo, no distrito urbano do Rangel. A FAF pretende transformar o recinto num centro de treino para as selecções nacionais.

Deste modo, o órgão que rege a modalidade em Angola deverá aguardar pelo deferimento da FIFA. O Governo Provincial de Luanda (GPL) é o propriétário do palco onde desfilaram grandes artistas do futebol angolano. Gianni Infantino também não visitará escolas de futebol tal como previa o roteiro da sua visita. Em 2010, Josep Blatter também visitou Angola.

error: Content is protected !!