Vícios

Mudar não é tarefa fácil. Entre falar e fazer ainda vai uma grande diferença. Por isso, tem razão quem diz: o que se boca nem sempre se cumpre. Vai daí, os muitos vícios, bons ou maus, natos ou inatos, adquiridos ao longo da vida que, vezes sem conta, persistem em fazer-nos companhia no dia-a-dia.

Novos ou velhos, os vícios tem diferentes facetas. Quando se conta um conto e se aumenta um ponto, se fofoca em rodas de amigos e se pede que se guarde segredo. Se boca sem conhecimento de causa. Até mesmo aqueles de falar da vida alheia sem consentimento ou conhecimento de causa. São mesmo muitos os novos ou velhos vícios que estamos com eles. Jogar batota, burlar, vigarizar, ngombelar, boatar, enfim, engendrar artimanhas, fazer estrago, fomentar a desonestidade, arrasar a urbanidade, abalar a sã e fraternal convivência humana.

Os vícios, de ontem ou de hoje estão em pé, de pedra e cal, se renovam com frequência, se adaptam facilmente aos novos tempos e desafios, pululam e sobrevivem, mesmo em cenários complexos.

O quadro não é salutar, merece atenção, ponderação, saber fazer da inteligência contra-inteligência, prevenir, acautelar, impedir gradualmente a sua progressão desregrada. Como olhar para jovens viciados em álcool ou drogas, tudo a céu aberto em rollouts ou sentadas, em pancadarias, de música alta, perturbando o silêncio dos outros, todos a verem e ninguém age?

Como entender que os vícios, novos ou velhos, num abrir e fechar de olhos desestruturam famílias, semeiam a dor e o luto, mutilam cidadãos inocentes, retardam e amordaçam o bem-estar colectivo?

As perguntas moram entre nós. merecem, enquanto é tempo respostas pontuais. Novos ou velhos, vícios não são apenas pela negativa. Há também os viciados pela sinceridade, honestidade, pelo bem querer e saber fazer pelos bons hábitos e costumes, pelas boas práticas, boas acções, que ultrapassam olhos indiscretos e fazem da dignidade exemplo.

Estes sim, vale a pena apreender e seguir, fazer prevalecer, são atitudes e valores que devem dar vida ao presente, para se alavancar um futuro melhor, com originalidade e autenticidade.

error: Content is protected !!