Polícia confirma dois mortos e três feridos em ataque em Londres

Um homem esfaqueou várias pessoas na Ponte de Londres e acabou por ser abatido pela Polícia, que está a investigar o caso como um ataque terrorista. Duas das vítimas não resistiram aos ferimentos

O primeiro-ministro britânico garante que qualquer pessoa que esteja envolvida no ataque vai ser levada à justiça. Um homem esfaqueou na Sexta- feira várias pessoas na Ponte de Londres, tendo sido depois abatido pela Polícia, que está a investigar o caso como um ataque terrorista. A comissária-chefe da Polícia de Londres, Cressida Dick, confirmou que o atentado terrorista com arma branca provocou dois mortos e três feridos, que se encontram hospitalizados.

“Vamos trabalhar tão rápido quanto possível para tentarmos compreender quem é este homem, de onde vem e se há mais alguém envolvido”, declarou a comissária numa intervenção em frente da sede da Scotland Yard. A dirigente reafirmou o agradecimento das autoridades aos cidadãos que “ajudaram” a Polícia com “extraordinária coragem”. Entretanto, o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido emitiu um comunicado em que revela que um dos feridos está em “estado crítico mas estável”, outro em “condição estável”, enquanto a terceira pessoa “tem lesões menos graves”.

Em Downing Street, o primeiro- ministro britânico assegurou que “qualquer pessoa que esteja envolvida neste crime, nestes ataques, vai ser perseguida e levada à justiça”. Boris Johnson assegurou que, apesar de estarem a decorrer investigações, o incidente está, aparentemente, contido. Ainda assim apelou à população para estar vigilante. Johnson manifestou solidariedade para com as vítimas deste ataque e destacou a atitude de um grupo de pessoas que tentou travar o atacante. “Quero prestar homenagem à coragem extraordinária daqueles membros do público que intervieram fisicamente para salvar a vida de outras pessoas. Para mim, eles representam o melhor do nosso país. Agradeço-lhes em nome de todo o nosso país”.

O primeiro-ministro fez ainda questão de enviar uma mensagem a quem poderá estar envolvido neste incidente: “Este país nunca será intimidado ou dividido por este tipo de ataques. Os nossos valores britânicos vão prevalecer”. Em conferência de imprensa, o comissário-adjunto da unidade britânica de anti-terrorismo, Neil Basu, declarou o incidente como um “ataque terrorista” e confirma que o suspeito foi morto no local. O comissário não especificou quantas pessoas ficaram feridas nem qual é o seu actual estado de saúde. A Ponte de Londres está fechada e as estradas nas imediações cortadas ao trânsito para garantir que não há explosivos, afirmou o responsável. As estações de metro mais próximas, Monument e London Bridge, também foram fechadas após o ataque.

error: Content is protected !!