Julgamento de Zenu inicia a 9 de Dezembro

O Tribunal Supremo marcou para o dia 9 de Dezembro o julgamento do filho do ex- Presidente da República, José Filomeno dos Santos “Zenu”, que vem acusado dos crimes de peculato e branqueamento de capitais

A audiência, segundo um comunicado da Câmara Criminal do Tribunal Supremo, está marcada para as 9 horas do dia 9 de Dezembro, no Palácio da Justiça, em Luanda. No banco dos réus estarão Zenu dos Santos, Valter Filipe (antigo governador do BNA), Jorge Sebastião e António Bule Manuel. Zenu, antigo presidente do Fundo Soberano, está pronunciado pelos crimes de branqueamento de capitais e de peculato, num processo relativo à suposta transferência irregular de 500 milhões de dólares (452 milhões de euros) do Banco Nacional de Angola para um banco britânico, em Setembro de 2017. José Filomeno dos Santos foi constituído arguido em Março de 2018, na mesma altura que o antigo governador do Banco Nacional de Angola Valter Filipe da Silva.

Em Abril do ano passado, o Governo tinha confirmado, por via de um comunicado do Ministério das Finanças, que já recuperou os 500 milhões de dólares, transferidos para uma conta bancária em Londres. Em tempos, José Filomeno dos Santos “Zenu” tinha comunicado a revogação da procuração conferida ao escritório Legis Veritas, requerendo igualmente que o tribunal lhe nomeasse um defensor oficioso. O escritório Legis Veritas recebeu uma carta de “Zenu” dos Santos comunicando a revogação do mandato a 19 de Setembro de 2019, alguns dias antes do início do seu julgamento, que estava agendado para o dia 25 de Setembro e foi mais tarde adiado, agora para o dia 9 de Dezembro.

error: Content is protected !!