Hong kong formulará mais medidas de alívio, diz chefe do Executivo

a chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAEHK), Carrie Lam, disse nesta Terçafeira que mais medidas de alívio serão formuladas em breve para ajudar as empresas e residentes a superarem a dificuldade económica, seguindo as três rondas de políticas semelhantes adoptadas durante os últimos meses

Como diversos dados têm revelado uma circunstância económica amarga, o governo da RAEHK monitorará de perto a situação e implementará novas medidas de alívio, prometeu Lam numa conferência de imprensa. Apesar de possíveis déficits fiscais nos próximos um ou dois anos, é hora de o Governo de Hong Kong fazer uso pleno da riqueza e superávit acumulado no passado para aliviar a carga sobre os residentes, destacou Lam.

O Governo da região alocou aproximadamente 20 biliões de dólares de Hong Kong (USD 2,55 biliões) desde Agosto para estimular a economia. A prolongada inquietação social tem prejudicado a economia.

O PIB caiu 2,9% em termos anuais no terceiro trimestre. As vendas em Outubro caíram 24,3% em relação a um ano atrás, o maior declínio registado. A taxa de desemprego aumentou para 3,1% e pode continuar a crescer. Lam deseja que os incidentes violentos cheguem ao fim o mais rápido possível para dar à economia uma chance de se recuperar.

Diversos distritos em Kowloon enfrentaram o caos mais uma vez no último fim-de-semana, com os desordeiros a invadirem eventos públicos e recorrendo a actos destrutivos, como colocar barreiras nas estradas, causar incêndios e vandalizar instalações públicas.

error: Content is protected !!