Ministério do Ambiente procura mecanismo para gestão de produtos químicos

Ministério do Ambiente procura mecanismo para gestão de produtos químicos

 

Sensibilizar a sociedade sobre gestão de produtos químicos e as implicações da poluição resultante do incorrecto manuseio dos mesmos na saúde pública, na produção agrícola e no ecossistema são alguns dos objectivos que levaram o Ministério do Ambiente a realizar o seminário sobre gestão de produtos químicos com diferentes instituições nacionais e internacionais, académicas e empresas públicas e privadas da província de Luanda.

A ministra do ambiente, Paula Francisca Coelho, disse que a gestão dos produtos químicos está intimamente ligada ao dia a dia, desde os primeiros passos das civilizações humanas, foram utilizados produtos químicos para os mais variados fins.

Pelo que, entre os objectivos, o Ministério do Ambiente pretende avaliar os procedimentos e práticas utilizadas pelas diferentes entidades ligadas ao assunto, principalmente nos centros urbanos e zonas rurais, e saber o nível de percepção das populações. Iniciar uma abordagem intersectorial inclusiva e coordenada para uma correcta gestão de produtos químicos e a definição de mecanismos de actuação, assim como mobilizar financiamentos internacionais e locais para aplicar em projectos sobre a gestão de produtos químicos são algumas das motivações da realização deste encontro.

“À medida que o ser humano busca o conforto e a comodidade, há a necessidade de combinar substâncias, pelo facto, todos os dias novos produtos surgem, de modo global, e praticamente quase em todos os sectores da vida das pessoas”, o que faz com que os profissionais sejam capacitados a manuseá-los.

Desde a agricultura, passando pela indústria de transformação, os transportes, a mineração, o mundo dos petróleos e gás, bem como nas ciências médicas, o uso de produtos químicos está presente, sendo uma realidade inevitável. Por outro lado, a ministra reconheceu que crescem as evidências de que os produtos químicos representam uma permanente ameaça para saúde humana e ao ambiente, pelo facto, a humanidade despertou com alarmes sobre a utilização dos produtos químicos e o seu inadequado manuseio.

É necessário estabelecer um pacto global para melhor gerir os produtos químicos, desde a produção, transportação, armazenamento, comércio, utilização e o seu descarte de forma segura. De acordo com, Paula Francisca Coelho, o evento, que termina hoje, marca uma etapa importante para todas as instituições, públicas ou privadas, traçarem o actual quadro e delinear os procedimentos correctos para que o país possa integrar os esforços globais para uma correcta gestão dos produtos químicos.