Ruptura do dique no rio Coporolo deixa sitiada população da Baía Farta

Ruptura do dique no rio Coporolo deixa sitiada população da Baía Farta

As fortes chuvas que se abatem sobre a província  de Benguela, provocaram, esta Quarta-feira, o aumento do caudal do rio Coporolo tendo forçado a ruptura do dique   construído para deter a passagem da água  . Em consequência das cheias as populações estão sitiadas e há o registo de destruição das casas e culturas.

O administrador, Edgar Fernandes, disse à RNA não dispor de meios para conter o fenómeno.

Enquanto isso, o  Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) lançou, nesta quinta-feira, em Luanda, mais um alerta (o terceiro em cinco dias) às populações e autoridades de algumas províncias para a tomada de medidas de precaução e segurança, face ao risco de ocorrência, nos próximos dias, de descargas eléctricas e chuvas intensas. De acordo com o boletim meteorológico do INAMET, prevê-se a ocorrência de aguaceiros ou chuva, que poderá ser forte (25 a 50 milímetros de precipitação em 24 horas), acompanhada, por vezes, de trovoada durante a tarde, noite, madrugada e manhã em alguns municípios do Uíge, Lunda Norte, Lunda Sul, Bié, Moxico, Cunene e Cuando Cubango. Embora possa se estender por mais dias, indica o documento, chuva poderá ocorrer com maior intensidade nesta quinta-feira e sexta-feira, sobretudo nas regiões Centro e Sul do país, num altura em que as temperaturas extremas (máxima/mínima) para algumas cidades de Angola nas próximas 24 horas são: Luanda 23/30, N’dalatando 2/26, Cuito 16/26, Cabinda 24/28, Malanje 18/28, Luena 17/28, Sumbe 22/26, Dundo 21/29, Lubango 17/27 Caxito 23/31, Saurimo 18/28, Menongue 18/26, Mbanza Congo 21/28, Benguela 22/29, Moçâmedes 20/28, Uíge 20/27, Huambo 09/25 e Ondjiva 21/27 graus centígrados.