Angola melhora classificação anterior no Mundial do Japão

A Selecção Nacional, ao vencer ontem a similar de Cuba, por 40-30, no último jogo do grupo A, saiu da 19ª posição alcançada no certame que a Alemanha acolheu em 2017. Angola joga as classifi cativas do 13º ao 16º lugar com a França, no Domingo

A Selecção Nacional sénior feminina de andebol melhorou ontem, no Mundial que decorre no Japão, a classifi cação anterior. As atletas de Morten Soubak, ao vencerem a similar de Cuba por 40-30 no último jogo da primeira fase, no grupo A, saiu da 19ª.

A posição em questão foi alcançada no Mundial que a Alemanha acolheu em 2017, prova em que a França chamou para si o troféu. Na festa do andebol, em solo japonês, o sete nacional vai disputar as classificativas do 13º ao 16º lugares. Assim, Angola medirá forças com a França, no Domingo. As francesas, fora da fase seguinte, ainda ostentam o rótulo de campeãs do mundo.

No grupo B, a França quedouse na quarta posição com cinco pontos. Vergou a Austrália e a Alemanha, respectivamente, por 46-7 e 27-25. As francesas empataram com o Brasil 19-19 e perderam com a Coreia do Sul por 27-29 e com a Dinamarca por 18-20.

Além do triunfo, frente as cubanas, Angola também venceu a Eslovénia por 33-24 e quedou-se na quarta posição com quatro pontos no grupo A. Mas, frente a Holanda perdeu por 35-28, ao passo que com a Noruega escorregou por uma diferença de seis golos, ou seja, 30-24.

A Sérvia também vergou as atletas de Morten Soubak por 32-25. A guarda redes da Selecção Nacional, Helena de Sousa, em declarações à imprensa, referiu que fi zeram um bom jogo frente à equipa de Cuba. Por isso, vão continuar focadas, uma vez que nas classifi cativas cruzarão com adversárias fortes. “Vamos continuar a trabalhar para dignifi car o nome de Angola”, disse a jogadora. Apesar de não ter tido uma preparação à altura, o sete nacional mostrou que tem argumentos técnicos e tácticos.

error: Content is protected !!