Ministério da Hotelaria e Turismo projecta roteiro turístico para Malanje

Na perspectiva de divulgar as zonas turísticas e atrair turistas nacionais e estrangeiros, o Ministério da Hotelaria e Turismo (MINTUR) está a trabalhar na criação de um roteiro para apresentar aos promotores do sector, a fim de estes poderem divulgar as potencialidades turísticas da província de Malanje

Por:Miguel José, em Malanje

Uma equipa de funcionários séniores do MINTUR deslocouse Sábado aos Rápidos do Kwanza (atractivo turístico situado no município de Kangandala), em companhia de operadores do Sector e turistas de nacionalidade portuguesa, com o intuito de se lhes mostrar os possíveis locais a constar no roteiro turístico da província da Palanca Negra Gigante. À testa da delegação, o director nacional de Qualificação de Infra-estruturas e Produtos Turísticos do MINTUR, Afonso Bita, explicou que a estratégia ministerial consiste em facilitar a criação de pacotes turísticos ajustados à realidade local e contribuir na dinamização e rentabilização do Sector em Angola.

Sem precisar a data-limite da criação do roteiro, apenas referiu que o mesmo deverá conter importantes informações para guiar os turistas e acalentou que a concretização da pretensão, em causa, depende de um estudo minucioso que a entidade ministerial está a efectuar, em parceria com as agências de viagens, sobre as condições das infraestruturas existentes em cada local turístico. No entanto, avançou que a instância que rege o turismo nacional está a esboçar a criação de aldeias turísticas um plano de desenvolvimento do aviturismo com o sentido de realentar o Sector.

Ora, à semelhança do roteiro turístico de Mbanza Kongo lançado no decurso deste ano, está já em andamento os roteiros de Malanje e Kwanza-Norte. Porém, os itinerários das demais províncias começarão a ter a mesma sorte a partir do primeiro trimestre de 2020. Enquanto isso, o director nacional da Promoção Turística, Lukeny Araújo, adiantou que o MINTUR está a providenciar a participação de Angola, em 2020, nas feiras de turismo, que hão-de se realizar na Espanha, África do Sul, Portugal e Alemanha. Com isso, disse que Angola vai aproveitar a oportunidade para apresentar e divulgar os principais locais de referência turística nacional, na perspectiva de atrair turistas e, se calhar, aliciar investidores para o Sector que tanto precisa.

error: Content is protected !!