Ndaka Yo Wiñi canta “união, trabalho e vitória” no hino da SADC

“União, trabalho e vitória” é o tema da interpretação do músico e investigador cultural, N’daka Yo Wini, no hino da Comunidade dos Países de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que vai integrar a colectânea de estrelas, intitulada “SADC All Star Álbum”

Por:Jorge Fernandes

Num rol de vários artistas africanos, o músico e investigador cultural, N’daka Yo Wini, foi o escolhido por jornal, fez saber que o hino vai integrar a colectanêa da SADC, em que se vão integrar vários músicos da comunidade África do Sul, Tanzânia, Zâmbia, Seicheles, Ilhas Maurícias e do Reino de e Swatini. A temática do músico angolano é “União, trabalho e vitória”, uma causa por que clama o continente berço da humanidade, foi igualmente atribuída aos demais colegas da comunidade, pelo que o angolano foi o primeiro a entregar a sua composição, estando apenas a aguardar pela gravação e poste- Angola para fazer parte do hino da SADC (SADC all star álbum), que será apresentado no decurso deste mês, e vai no género “Olundongo”, interpretar na língua nacional Umbumbu a estrofe que fala sobre “união, trabalho e vitória”.

O músico, em declarações a este jornal, fez saber que o hino vai integrar a colectanêa da SADC, em que se vão integrar vários músicos da comunidade África do Sul, Tanzânia, Zâmbia, Seicheles, Ilhas Maurícias e do Reino de e Swatini. A temática do músico angolano é “União, trabalho e vitória”, uma causa por que clama o continente berço da humanidade, foi igualmente atribuída aos demais colegas da comunidade, pelo que o angolano foi o primeiro a entregar a sua composição, estando apenas a aguardar pela gravação e poste rior videoclipe.

“O convite surgiu por intermédio de um fã do Zimbabwe, por sinal o director artístico pela SADC. Tenho o privilégio de ter sido o primeiro a apresentar a composição, aguardando desde já a chamada para o lançamento do projecto, posteriormente a produção do videoclipe”, manifestou efusivamente o artista. Entretanto, o músico explicou que o hino está a ser produzido na cadência “Afro Pop”, porém a sua participação será na língua nacional Umbundu, e o género a ser interpretado será o “Olundungo”, um estilo que caracteriza a música e dança de algumas localidades da região Sul de Angola.

Satisfação

O artista manifestou-se bastante regozijado pelo convite e está expectante pelo resultado que daí advirá, tanto é que aguarda que as demais participações venham a corresponder à expectativa da produção bem como pelas causas do continente que cada um interpreta. Questionado sobre quando e onde os apreciadores da sua música poderão tomar contacto com o hino da SADC e a respectiva colectânea, N’daka Yo Wini foi perempectório em dizer que a mesma é de responsabilidade da produção, cuja chancela é zimbabwena.

Trajectória Adriano Dokas é o seu nome de registo. Nasceu a 5 de Janeiro de 1981, no Lobito, província de Benguela, sendo o penúltimo filho da sua progenitora. Formado em Engenharia, pelo “bichinho” da música demarcou-se de um futuro previamente destinado, num período de guerra em que abraça a sensibilidade artística e musical. Os primeiros passos foram dados em Cabinda, antes de qualquer experiência profissional. Precocemente conheceu o seu o destino, com um sentido de ancestralidade que todos lhe reconhecem. Ndaka Yo Wiñi, nome adoptado pela carga familiar e emocional que o mesmo transporta, é hoje uma referência do Afro Jazz, transportando os seus apreciadores para um mundo paralelo em que as tradições ainda vigoram.

error: Content is protected !!