Valter Filipe diz ter sido ameaçado de morte e pede protecção ao Tribunal

Valter Filipe diz ter sido ameaçado de morte e pede protecção ao Tribunal
 O antigo governador do Banco Nacional de Angola  (BNA), Valter Filipe, revelou hoje, em Tribunal, que foi ameaçado de morte por três vezes, em ocasiões distintas, e pediu protecção.
Em depoimentos à instância do seu advogado, Sérgio Raimundo, declarou que a primeira ameaça lhe foi feita dias depois de regressar ao país de una viagem e as outras duas ocorreram em situações distantes, tendo estas sido praticadas pela mesma pessoa.
No entanto, declarou que não conhece o autor das ameaças. “Este tema não tem nada a ver comigo. Eu sou capim”, desabafou.
Antes de fazer essas revelações, o antigo homem forte do BNA voltou a alertar ao juiz de que a audiência deste mediático julgamento devia decorrer à porta fechada por se estar a analisar aspectos bastantes sensíveis e que envolvem outras entidades.
O juiz da causa, João da Cruz Pitra, retorquiu que ele (Valter), enquanto jurista, conhece os mecanismos que deve seguir nestas circunstâncias.”O senhor Valter sabe que nesses caso deve ir à Polícia apresentar queixa. Já apresentou?” Questionou o magistrado.
O advogado Sérgio Raimundo, por ser turno, apelou ao Ministério Público que por se tratar de uma denúncia pública deve notificar o seu constituinte para prestar mais informações a respeito e tomar as medidas necessárias.
Disse ainda que espera, que nos próximos dias, sejam informados de alguma coisa.
 Em resposta, o procurador-geral adjunto da República, Pascoal Joaquim, se limitou a dizer que sabe qual é o seu papel.
Notícia em actualização.