Huíla tem novo Secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos

Huíla tem novo Secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos

A província da Huíla conta com novo secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), fruto de um pleito eleitoral decorrido nesta Sexta- feira, na Mediateca da Cidade do Lubango, capital da província

As eleições para o secretariado provincial do SJA na Huíla, em que participaram duas listas, sendo a A liderada pelo jornalista da Rádio Huíla, grupo Rádio Nacional de Angola, Amílcar Silvério, e a B tendo na testa o jornalista Domingos de Sousa Francisco, da Televisão Pública de Angola. Para a eleição do secretariado provincial do SJA local, cerca de 64 eleitores elegíveis participaram no pleito que culminou com a vitória da Lista A, de Amílcar Silvério, com 42 votos. Para o presidente da Comissão eleitoral, estas eleições decorreram num clima de respeito mútuo e de responsabilização. “No final, foram escrutinados um total de 64 votos, tendo-se verificado um voto em branco, os votos validos foram 63.

Na sequência da contagem e triagem do processo de votação, os resultados apurados foram os seguintes: 42 votos para o candidato A e 21votos para a lista B”, disse. A lista A, cuja candidatura foi guiada sob o lema “Revitalizar Para Unir”, é composta por Amílcar Silvério, secretario provincial do sindicato; Teodoro Albano, da Rádio Mais, como secretario adjunto; Domingos Mucuta, do Jornal de Angola, responsável para a área de Administração e Finanças; Belarmina Paulino, da ANGOP, secretária para o Género; João Katombela, do Jornal OPAÍS, para o gabinete jurídico e Carmelino Graça, da TPA, como vogal. Para o secretário eleito, os objectivos traçados pelo sindicato só poderão ser alcançados com o envolvimento de todos os jornalistas da província, num espírito de equipa. “Nós queremos contar com todos, porque o sindicato torna-se mais forte se todos nós fizermos parte dele.

Devemos olhar para ele como algo que diz respeito a todos e não aos eleitos, porque o sindicato vem para defender os interesses de todos nós”, afirmou. Acrescentou de seguida que “o sindicato vem para salvaguardar as nossas conquistas. Se nós formos unidos, vamos conseguir vencer, vamos conseguir superar vários obstáculos que temos vivido ao longo da nossa carreira, ao longo do nosso dia-a-dia”. Na ocasião, o secretário nacional do Sindicato dos Jornalista, Teixeira Cândido, afirmou que é uma responsabilidade ser eleito na província da Huíla, já que o Sindicato Nacional, tem vindo a debater o problema da disparidade nos pagamentos das ajudas de custos existentes ainda em alguns órgãos de comunicação social públicos.

“Espero que com o Amílcar o sindicato nesta província tenha a mesma dinâmica que nós estamos a empreender a nível nacional. Espero que a equipa seja capaz de resolver o problema das ajudas de custos, que não é de dois e nem de cinco mil: são KZ 33.500 de ajuda de custo”, declarou. Acrescentou que “não pode ser em Luanda uma ajuda de custo e quem trabalha nas províncias tenha uma outra, e mais, é difícil às vezes trabalhar nas outras províncias. Se quisermos qualidade, se quisermos rigor, é importante criar condições para o jornalista” afirmou.