Benguela captura 75 mil toneladas de pescado em 2019

Os níveis de captura de pescado superaram a captura piscatória anterior (2018), que registou perto de 65 mil toneladas.

De acordo com o director do gabinete da agricultura, pecuária e das pescas de Benguela, José Gomes da Silva, justificou que o aumento dos níveis de captura de pescado registado na presente época piscatória é fruto do número considerável de empresas existentes na província de Benguela. Adiantou, que as pequenas embarcações, andam a volta das mil e 44 viradas para a pesca artesanal, enquanto a pesca semi-industrial conta com pouco menos de 40 embarcações. Das 2.044 embarcações que apoiam a pesca artesanal nessa província, apenas cerca de 600 estão licenciadas, denunciou o responsável.

Outro dado que justifica o aumento da captura naquela região está ligado ao facto da existência de infra-estruturas para a captura, conservação, congelação e transformação do pescado (pescarias). “Benguela tem uma capacidade de cerca de mil 850 toneladas de congelação por dia, e 12 mil 500 toneladas de conservação/dia, superando todas as províncias piscatórias do pescado”, disse. Apesar as das potencialidades,há a necessidade da existência de mais projectos/investimentos virados à produção do sal e ao desenvolvimento da piscicultura que sejam viáveis.

Questionado sobre as informações e imagens que circulam nas redes sociais, acusando a ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, como a proprietária de dois estaleiros navais em Benguela, o director José Gomes da Silva considerou infundadas tais informações e negou ter havido a envolvência da titular da pasta nessas infra-estruturas navais, que são de empresas privadas. “Essas informações não são verdadeiras. A ministra das Pescas e do Mar não tem nenhuma infraestrutura de pesca em Benguela. Maior parte das infra-estruturas existentes na província são de empresas privadas” clarificou. De acordo com o director, as infraestruturas em causa são dois estaleiros navais, que ainda não foram inaugurados, erguidos de raíz por empresas privadas. Esses estaleiros, afirmou, após a sua inauguração, irão dar um grande contributo à província de Benguela e outras regiões do país em termos de reparação nava.

error: Content is protected !!